Bateria de sódio pode revolucionar os notebooks

Dispositivo promete durabilidade até 6 vezes maior do que a oferecida nos modelos de lítio

Publicado em 23/12/2015

Uma notícia pode trazer um certo "alívio" para quem vive a necessidade de utilizar seu notebook fora da tomada por mais tempo. A empresa RS2E junto as indústrias que representam o setor de computadores portáteis, criaram o primeiro protótipo de uma bateria composta por sódio no lugar de lítio para gerar carga elétrica, chegando a aumentar em seis vezes o seu tempo de vida útil.

Pela primeira vez na história, foi possível obter uma célula de sódio no formato 18650, o que pode ser importante não só para a indústria de notebooks, como também para indústria de portáteis em geral e a indústria automotiva, no conceito de carros elétricos como por exemplo o "Model S" da Tesla.

Os resultados impressionam com relação a autonomia da bateria quando comparada as de íons de lítio que já conhecemos. Enquanto essas duram em média de 300 a 500 ciclos de recarga, o protótipo de íons de sódio chega a durar em média 2 mil ciclos.

O formato 18650, possui células cilíndricas com 1,8 cm de diâmetro, 6,5 cm de altura e uma performance que chega a 90 watt-h\kg. Os desenvolveres apostam em uma durabilidade ainda maior do que os 2 mil ciclos alcançados nos testes, evitando que as baterias sejam trocadas em pouco tempo. Porém, ainda não há previsão de quando essa tecnologia deve chegar ao mercado.